Normas

Da Paraíba para o mundo, com amor:

Todo o material publicado nesta página representa o ponto de vista parcial e preconceituoso de um indivíduo do século passado. Se você achar aqui afirmativas que lhe pareçam sexistas, xenófobas, racistas ou, de qualquer outra maneira, ofensivas a seus pontos de vista, pare de ler imediatamente. Ou prossiga, a seu próprio risco. Ou não.

Use antes de agitar: leia as normas do blog e lembre-se: comentários são moderados. Anônimos não serão publicados.

E aproveite que eu sou professor: se você achar que eu posso ajudar, mande um e-mail para mrteeth@ghersel.com.br

sexta-feira, 19 de janeiro de 2007

Pau no lombo!

O usineiro, nessa luta, grita (ponte que partiu)!
Não é idiota, trunca a nota, lesa o Banco do Brasil
Chico Buarque (O malandro)

Sinto muito, mas não pude deixar de rir dessa: Um rapaz argentino foi fazer uma tatuagem mas, talvez querendo economizar, não procurou um tatuador decente: foi em um buraco qualquer e mandou tatuar, nas costas, o escudo do time do coração, o Boca Juniors. É claro que o barato saiu caro, como sói acontecer, e o pilantra tatuou um pênis nas costas do moço. No local não tinha espelho, então o rapaz só notou o "engano" quando chegou em casa.

Guardadas as devidas proporções, é o mesmo que procurar serviço odontológico baratinho: você não está vendo o que o dentista está fazendo, não tem controle algum sobre o que acontece dentro da sua boca quando está lá sentado, tem que confiar plenamente na mão do profissional para fazer o trabalho.

Então, continua valendo o meu antigo conselho: procure um profissional que tenha um nome a zelar, que seja sério, que tenha estudado, que tenha resultados para mostrar, que saiba o que está fazendo. Tratamentos baratinhos, aparelhos 'de graça', prêmios, brindes e promoções são armadilhas, são o equivalente ao conto do bilhete premiado, você pensa que está ganhando quando, na verdade, é você o otário.

Um comentário:

Gaussiana disse...

Concordo, mas nem sempre o caro é o melhor.

E convenhamos, pegar as assistentes de ortodontisma num mal dia ninguém merece. Você com aquela cara de "ei, você poderia falar o que está colocando na minha boca?" e te tratam como se fossem cachorinhos.

antes que eu esqueça novamente:
Feliz ano novo!