Normas

Da Paraíba para o mundo, com amor:

Todo o material publicado nesta página representa o ponto de vista parcial e preconceituoso de um indivíduo do século passado. Se você achar aqui afirmativas que lhe pareçam sexistas, xenófobas, racistas ou, de qualquer outra maneira, ofensivas a seus pontos de vista, pare de ler imediatamente. Ou prossiga, a seu próprio risco. Ou não.

Use antes de agitar: leia as normas do blog e lembre-se: comentários são moderados. Anônimos não serão publicados.

E aproveite que eu sou professor: se você achar que eu posso ajudar, mande um e-mail para mrteeth@ghersel.com.br

terça-feira, 13 de fevereiro de 2007

Franquias

Muita careta pra engolir a transação,
E a gente tá engolindo cada sapo no caminho...
Chico Buarque (Meu caro amigo)

Depois dos convênios, uma das maiores novidades na Odontologia são as franquias. Prometem que você pode comprar know-how, montar sua clínica nos moldes dos maiores sucessos do mundo e ganhar um saco de dinheiro todo mês. De novo, o alvo principal é a Ortodontia. Arre, parece que ninguém é ortodontista, mas todo mundo resolveu querer ganhar dinheiro às nossas custas!

O esquema é assim: você compra a franquia, eles fornecem o esquema todo: programa de computador, planejamentos-padrão para cada tipo de má-oclusão, treinamento de pessoal, etc. Quase não custa caro: as mais baratinhas saem por módicos R$ 35.000,00. Isso mesmo: TRINTA E CINCO MIL REAIS!!! Preço de carro. Mas as vantagens são muitas, começando pelo fato de que você vai ganhar dinheiro com isso. O que ninguém conta é que não há garantia. Você gasta o dinheiro, monta tudo mas, se não der certo, um abraço.

Os maiores divulgadores das maravilhas das franquias também não contam, no primeiro momento, que são vendedores. De franquias, claro. Agora, vamos aos fatos:
  • Você precisa de um programa de computador sofisticado para gerenciar sua clínica? Ou será que um programa desses que se vendem por aí por 500 contos resolve seu problema? Eu conheço um programa 'de grátis', que foi escrito como trabalho de conclusão de curso de especialização que é ótimo. Eu acho que todo o trabalho deve ser remunerado, mas se o autor resolveu disponibilizar seu programa na internet, por que não aproveitar?
  • Você acha, sinceramente, que pode usar planejamento-padrão para más-oclusões? Tipo, todo paciente Classe I eu vou tratar deste jeito; Classe II, daquele? Isso é simplificar a ortodontia criminosamente. Se fosse assim, qualquer chimpanzé poderia fazer tratamento, era só treinar. Na Ortodontia, tratamos seres humanos, não existem dois iguais. Depois de 3 anos cursando (e pagando caro) uma especialização, você realmente precisa disso?
  • Será que não fica mais barato, muito mais barato, você pagar um curso de atendente de consultório para a Srta. Ostra e depois ajustar os procedimentos ao seu gosto do que gastar o preço de um carro para os franqueadores ensinarem tudo diferente do que você queria? E você vai conseguir se adaptar ao sistema de trabalho deles? Vai ser realmente bom pra você?

Fez as contas? Então, você poderia ter tudo isso por muito menos, sem deixar o seu suado dinheirinho nas mãos de meia dúzia de espertalhões que, mais uma vez, querem lucrar com o seu trabalho.

18 comentários:

Viviane disse...

Olá, Mr Teeth!
Adorei seu Blog! Mandei um email pra vc!
Abraço.

Anônimo disse...

Pois é Mr, tem gente pra tudo, dentista nem se fala. Não bastasse os convenios escravizarem os otários , agora vem os farofinos da vida tirar dinheiro dos otários com franquias. Será que são os mesmos otários dos convenios? Acho que não , os otários escravos não teriam o dinheiro pra comprar a franquia.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Mr. Teeth disse...

Como eu disse, reservo-me o direito de apagar comentários feitos por covardes que nem sequer se identificam.
Grato pela compreensão.

Anônimo disse...

Ora ora, Mr. Teeth, então quem não se identifica é covarde? Ou você quer dizer que quem se opõe a sua opinião é covarde?

Nem mesmo você se identifica neste blog... Isso era de se esperar.

Anônimo disse...

Discordo de sua opinião Mr. Teeth, o mundo está mudando e a odontologia teria que se adaptar a essas mudanças e não ficar naquele modelo arcaico do passado,onde o dentista se forma e monta seu consultório, e já ganha rios de dinheiro. A franquia nada mais é do que um consultório mais organizado, voltado para o cliente. Os modelos de tratamento não são padrões, cada paciente tem o tratamento de acordo com o caso clínico. Você não pode falar de uma coisa que não conhece. Tem que rever seus velhos paradigmas!! Obrigado pela atenção

Fernando disse...

Olá Mr. Teeth, Acho válido seu comentário, mas vou dar meu testemunho.
Sou ortodontista, sai do meu curso de especialização, fiquei 4 anos no mercado, não conseguia dinheiro para pagar minhas contas básicas mensais.
Arrisquei o único dinheiro que tinha numa franquia odontológica, achava que o milagre era muito grande, mas me surpreendi.
Tive um treinamento excelente na área de gestão de um negócio, desde a parte da limpeza de uma clínica até o pós tratamento de um paciente. Hoje tenho um negócio, e não apenas um consultório nos moldes antigos. Tenho um faturamento bruto de mais de R$70.000,00 mensais, comando uma equipe muito bem treinada, numa clníca linda e de renome nacional. E nunca me imaginei numa posição dessas, pena que não descobri esse negócio antes.
Não estou aqui para fazer propaganda de nenhuma franqueadora, por isso não vou colocar o nome dela aqui, apenas escrevo para relatar minha experiência com esse novo formato de odontologia. E indico para os interessados, pois foi um negócio que mudou minha vida.
E ainda vou dizer mais, sabe aquele caso ortodôntico que vc fica inseguro na hora de planejar? Na rede que faço parte, não existe erro em plano de tratamento, temos uma rede grande de ortodontistas que se ajudam para resolver da melhor forma cada caso.

Elizabeth disse...

Olá Mr Teeth, eu sou mais uma dentitsta insatisfeita que resolveu arriscar e comprar uma franquia. tenho certeza que vou conseguir, e que a franquia não é mais uma enganação como os convenios.

Anônimo disse...

Se deu mal, heim amigo???? A franquia é uma ótimo negócio!

Mr. Teeth disse...

Não, eu não me dei mal. E continuo achando que a franquia é um ótimo negócio só para o franqueador, um péssimo negócio para o franquado, que dá uma de otário e compra caro uma coisa que ele mesmo poderia fazer, com um investimento muito menor. Mas, como tem gosto pra tudo, tem gente que ainda cai nesse conto. Pra não dizer que não falei das flores, eu publico também os comentários 'a favor', mas isso não me comove.

Anônimo disse...

Me pergunto eu, o franqueado recebe junto com a franquía uma pós em orto, pq não ví que seja um pre´-requisito, rsrs, seria bem mais barato que fazer uma pós, e mais fácil que estudar para a prova,

mauro disse...

Discordo do post. Sou ortodontista e possuo 6 clinicas próprias e 7 unidades franqueadas. Os meus franqueados vão muito bem obrigado. O que já nao é o caso do dentista em geral. Os tratamentos nao sao padrao, são individualizados. O mundo está mudando hoje em dia o dentista necessita de auxílio mercadológico, técnico e de gestão. Isso tudo a franquia possibilita. Para o dentista o melhor negócio é ser franqueado e para o franqueador quanto mais franquias ele possuir mais poder de compra de materiais existem, mais experiencia de mercado para passar para os franqueados.

Ricardo Nader disse...

Com o Mr Teeth falou, a maior questão disso tudo é que o profissional poderia fazer isso tudo sem pagar esse exagero de dinheiro para alguém. Quando trabalhei no ano de 2000 em Betim, o dono da clínica montou uma franquia. No início tudo bem, como os colegas falaram. Só que depois que o franqueado aprende, adquire o Know how ele quer sair...
Em relação ao medo, insegurança, etc. Isso meus amigos, é parte do processo de aprendizado de qualquer um. Se nessa fase você não se permitiu a dúvida e correu para opinião de algum consultor saiba que uma oportunidade valiosa do seu crescimento profissional pode ter sido jogada fora. Eu não abro mão de nenhuma das minhas dúvidas, erros, etc. Cada um deles me tirou o sono e muitas das respostas e soluções vieram destes momentos. Experiência!
A questão maior disso tudo é que a maioria sempre quer o mais fácil, rápido. Não admitem a satisfação que pode vir do caminho das pedras. Até aquela cerveja tomada no fim de semana é fica mais gostosa!

Anônimo disse...

Boa tarde a todos!
Na minha opinião todo negocio independente de ser franquia ou não pode ou não dar certo. Eu montei uma clinica odontológica, franquia, e descobri que o dinheiro não cai do céu. Já usei todas as armas que eles fornecem para captação de pacientes e as coisas não andam tão bem quanto eu esperava. Dinheiro vem, mas o gasto vem junto. Franquia odontológica é algo caro do começo ao fim. E não é uma garantia de resultado! A minha está a venda! Quero paz, não aguento mais trabalhar de acordo com o que os outros me ordenam trabalhar, quero uma clinica do meu jeito! PQ a do jeito deles, já vi, que nao é como eu imaginava! E não sou só eu, conheço outros franqueados de outras franquias diferentes da minha e não estão felizes, se pudessem voltar atras, não seguiriam esse caminho. Abraços! Guilherme

Anônimo disse...

CASTRO

OLÁ FUI FRANQUEADO D UMA GRANDE REDE POR ANOS E A VERDADE É SO O FRANQUEADOR GANHA É UM AGIOTA COM DOCUMENTO SUA CLINICA VAI MAL O ERRO É SEU VAI BEM O MERITO É DELS CANCEI VENDI TODAS AS 5 Q TENINHA CHEGA PESSIMO NEGOCIO

Vanessa disse...

A meu ver o grande problema é que as escolas formam excelentes cirurgiões dentistas, mas que não têm o mínimo conhecimento de gestão. Daí são abertas inúmeras empresas (consultórios odontológicos) sem alguém para administrá-las, e... não dão certo. Temos então duas alternativas para superar: ou fazemos um curso de gestão ou pagamos para um franqueador gerir nosso negócio. Optei pela primeira opção. É mais demorada, mas considero mais segura, menos cara, e um investimento em mim mesma também...

Mariana disse...

Boa tarde.
Sou formada em odontologia e pós gradua em adm e gestão de negócios na FGV. Não trabalho para nenhuma franqueadora, não sou franqueada e não clinico mais. Achei este blog pelo google e lendo os comentários de todos, inclusive do mediador fui me interessando mais por ele.
Concordo com o mediador, quando ele diz que do ponto de vista odontológico, ninguém melhor q um dentista para cuidar de seus pacientes. Mas nas universidades brasileiras não existe formação em administração para os dentistas de forma que a grande maioria dos consultórios não dá lucro por problemas de gestão e não pela qualidade do atendimento do profissional responsável. O mercado odontológico é muito amador, nesse sentido. Aí a funcionalidade das franquias. eles fornecem modelos de gestão simples, treinamento em itens básicos de gestão ( podemos treinar nossas Sras Ostras, mas não podemos nos treinar em gestão), ajudam o franqueado no início. Lhe dão suporte se o negócio não deslancha. Sem falar que muitas vezes tem um sistema de mídia interessante.
Ser um franqueado não serve para todos. Nem todas as lojas são franquias. Muitas pessoas criam marcas próprias e tem muito sucesso. Não existe fórmula secreta, nem modelo perfeito.
Existe sim, a certeza de que nós, dentistas, precisamos entender que o consultório tem 2 faces. Uma técnica, onde o dentista é senhor absoluto e outra administrativa, onde o dentista ainda engatinha e precisa sim de ajuda. De uma acessoria, de um administrador ou de uma franquia...ou então de uma formação específica.
Fica a minha opnião.
Maria Valle

Delanne Diniz disse...

Franquia por 35.000,00 mais o que repassa mensalmente já deu o dinheiro para fazer curso de especalização e de administração de consultório. Dentista acredita em muita coisa. Franquia realmente pode ser uma furada. Abrir o consultório requer um planejamento e o Sebrae pode nos ajudar muito, só que o dentista tem que procurar. Ortodontia é a moda junto com Implantodontia. O problema é que a maioria dos processos estão sobre essas duas especialidades. Graças a essa moda da ortodontia, perto de 25% de clientes que vão à clínica é retratamento, não sei dizer qto é de franquia ou não. Nossa profissão deve combater os preços abusivos que os convênios empurram guela abaixo e nossos representantes CROs, CFO e Sindicatos devem se movimentar para sermos remunerados pelos investimentos em equipamentos e conhecimento e tempo. Temos que nos espelhar na medicina que reivindicam salários justos.