Normas

Da Paraíba para o mundo, com amor:

Todo o material publicado nesta página representa o ponto de vista parcial e preconceituoso de um indivíduo do século passado. Se você achar aqui afirmativas que lhe pareçam sexistas, xenófobas, racistas ou, de qualquer outra maneira, ofensivas a seus pontos de vista, pare de ler imediatamente. Ou prossiga, a seu próprio risco. Ou não.

Use antes de agitar: leia as normas do blog e lembre-se: comentários são moderados. Anônimos não serão publicados.

E aproveite que eu sou professor: se você achar que eu posso ajudar, mande um e-mail para mrteeth@ghersel.com.br

sábado, 10 de dezembro de 2005

Os dentes do Tevez

Diagnóstico não solicitado pelo paciente

Eu acho que o maior patrimônio do futebol brasileiro são os seus jogadores. Nunca houve um país com maiores ou melhores jogadores do que o Brasil. Não escrevo isso com ufanismo, com orgulho da pátria, até porque eu não ligo pra futebol, pra mim é um esporte como outro qualquer. O problema é que eu sou um dos poucos brasileiros que não liga pra futebol, então eu acabo tendo que entender um pouco, até pra não boiar nas conversas em torno da garrafa de cerveja.

Então eu vejo um grande time brasileiro importar um jogador de onde? Da Argentina. Justo da Argentina, rival histórica, dona da empáfia e da ousadia de querer comparar um bom jogador decadente com aquele que sempre foi, inapelavelmente, o maior gênio da bola de todos os tempos. Com o gênio que soube administrar a fama, que nunca se envolveu em escândalos e que é, ainda hoje, referência no mundo todo quando se fala em jogar futebol.

Pois eles importaram o jogador, a despeito do enorme número de talentos que o Brasil exporta. Esse jogador fez sucesso, foi recebido até pelo presidente da república. Ora, eu - que estudei a vida toda, me dedico de corpo e alma à minha profissão, formar jovens que vão cuidar da saúde bucal da população - ganho pouco e nunca fui recebido por um presidente. Mas não é esse o meu objetivo hoje. Hoje eu quero falar dos dentes do Tevez. Dos do Lula eu nem ouso falar, eles podem me expulsar do partido...

Bom, eu sou ortodontista, já vi muita coisa na vida, mas dentes iguais aos do Tevez eu estou pra ver. Que coisa terrível! Será que o homem não dispõe de uns trocados pra tratar aquilo? Sim, porque, pelo que ele deve ganhar, o preço do tratamento odontológico é ninharia. Ele deve gastar mais comprando meias. O pior é que ele parece que tem orgulho daquela dentuça, vive rindo e mostrando aquela obscenidade para a TV, como se tivesse um ovo cozido pelando de quente sobre a língua. Não consegue fechar a boca direito, pobrezinho.

Opa, agora me ocorreu uma coisa: será que, por ficar eternamente com a boca aberta, ele respira mais do que os outros? Talvez aí more o segredo do sucesso do cara: ele, com aquele bocão arreganhado, respira todo o ar disponível, enquanto os outros jogadores só dispõe das narinas para esse serviço. Tá, eu sei que não é isso, mas eu não resisti. Eu sei que a respiração bucal é menos efetiva que a nasal, ele deve ter adenóides ou qualquer outra barreira mecânica que impede a respiração nasal, por isso abre a boca, a musculatura entra em desequilíbrio o que favorece o estreitamento do palato (atenção, não é pálato, é palato, com a tônica no “la”, Ok?), resultando em mordida cruzada posterior e mordida aberta anterior, o que lhe dá a aparência de ter o tal ovo cozido quente na boca. Uma cirurgia simples, seguida de expansão palatina, já ajudaria no caso, apesar de que eu acho que para resolver de vez o problema seria necessário um tratamento mais agressivo, provavelmente cirurgia ortognática. Mas eu não examinei a boca do argentino. Fica aqui meu oferecimento: se ele quiser eu posso fazer um orçamento. Juro que não vou cobrar a mais por ele ser rico. Nem por ser argentino.

12 comentários:

franka disse...

mr. teeth, coloquei uma canja para você hoje no frankamente...

Taia disse...

E eu vim te conhecer através da canja da Frankamente...
Bacana!
Adorei o cartão!

gugala disse...

assuntos bem palatáveis e pouco mastigados! Espaço no ponto de cozimento ideal. Vim tb pelo Frankamente. abçs

*Lusinha* disse...

Nossa, encarar os dentes do Tevez desse ponto de vista é algo que só um dentista mesmo poderia fazer.
Sou uma Corintiana e não concordo muito em ter argentinos nos times do Brasil, mas que o cara fez toda diferença, fez...
Bjitos!

franka disse...

não, renata, ele não é aquele do cartão! ele é um dentista blogueiro!
hahahahahaa

Mr. Teeth disse...

Franka, obrigado pela canja. Realmente seu dentista foi muito criativo, até tive umas idéias... bom, deixa pra lá.

zerramos disse...

Também vim pela Lucia e gostei...

Sonia disse...

Mais uma que veio pela canja da Franka. Mas morro de medo de dentista, viu? Quem sabe vindo aqui perco o medo?

Taia disse...

Hahaha
Dããããnnnn

Mr. Teeth disse...

Sonia: volte sempre e pergunte tudo o que quiser. Terei o maior prazer em responder qualquer dúvida sua, quem sabe assim, conhecendo melhor o assunto, você perde o medo mesmo. Esse post sobre o Tevez, por exemplo, foi sugestão da Franka.

Mr. Teeth disse...

Taia, Zerramos, Luzinha e Gugala, obrigadíssimo pela visita, voltem sempre. E se precisarem de alguma informação, podem perguntar, estou à disposição. Adoro fazer novos amigos!

mical disse...

adoreeei.. huaishuiahs
estou observando alguns artigos, textos postados na net sobre a odontologia desportiva, as bocas bizarras dos jogadores de futebol do Brasil.. enfim.. achei esse aqui do Tevez, q com certeza incluirei na minha lista negra 'de jogadores q necessitam de tratamento odontológico, mas não dão a mínina (e são ridículos!!)'..
falta 1 ano pra eu me formar e estou adiantando os dados p minha monografia.. vc bem q podia me ajudar né Mr Teeth.. rsrs abraÇos e continue com os textos.. Bjs