Normas

Da Paraíba para o mundo, com amor:

Todo o material publicado nesta página representa o ponto de vista parcial e preconceituoso de um indivíduo do século passado. Se você achar aqui afirmativas que lhe pareçam sexistas, xenófobas, racistas ou, de qualquer outra maneira, ofensivas a seus pontos de vista, pare de ler imediatamente. Ou prossiga, a seu próprio risco. Ou não.

Use antes de agitar: leia as normas do blog e lembre-se: comentários são moderados. Anônimos não serão publicados.

E aproveite que eu sou professor: se você achar que eu posso ajudar, mande um e-mail para mrteeth@ghersel.com.br

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

Chegada em João Pessoa

Trazendo na chegança: foice velha, mulher nova
E uma quadra de esperança
Edu Lobo (Chegança)


Agora estamos mais tranquilos, depois da viagem atropelada. Sapavéia nos recebeu superbem, com o maior carinho do mundo, o que foi muito bom, porque estávamos precisando mesmo. A secretária da casa dela é muito tranquila e educada, um amor de pessoa. Cozinha tão bem que eu estou preocupado, vamos começar a engordar! Mas, mesmo com tudo isso, eu ainda exito em desfazer a mala, enorme, que trouxe com roupas para passar sei lá quanto tempo, na casa dessa amiga querida, mas que não é a minha casa, por mais que ela me faça sentir à vontade. E sem a minha mulher. É engraçado como a distância mexe com a gente de formas diferentes: eu já fiquei longe da Respectiva tantas vezes, por tempos até maiores do que esses 3 dias (até agora), mas sempre tinha data certa pro reencontro.

Agora eu não sei quando poderemos nos ver de novo. Eu sei que não será muito tempo, faltam só alguns ajustes para a transferência dela pra cá, mas não tem dia certo. Eu preciso, primeiro, ver uma casa pra alugar ou comprar (não sei se vai ter algum louco no banco pra me financiar alguma coisa...), ela manda a mudança e as cachorras e vem logo depois. Mesmo assim, não está fácil. É dura, a incerteza.

Bom, mas agora a Teca já foi para a sua primeira aula na escola nova. Estava morrendo de medo, mas foi super bem-recebida lá, não ligou no meu celular até agora, sinal de que tudo vai bem. Logo mais vou buscá-la. A Tica também já escolheu o colégio para fazer o cursinho, hoje vamos fazer sua matrícula. Também vamos abrir conta no banco e comprar 'chips' para os celulares, que ainda têm linha lá do Mato Grosso do Sul. Para tudo isso, aluguei um carro. Espero não ter que ficar mais de uma semana com ele, porque é caro pacaramba!

Um comentário:

CAMILO DE SOUZA CRUZ disse...

MUDANÇA!! ISTO NECESSITA CORAGEM.-AFINAL NÃO É SÓ O DESLOCAMENTO DO CORPO E DOS APETRECHOS QUE A GENTE NÃO SABE VIVER SEM.
É MUITO MAIS - A CANSEIRA VAI PASSAR. A SAUDADE VAI FICAR.
DEUS LHE ABENÇOE NA NOVA TERRA,QUE VC E SUA FAMÍLA CONSTRUA BONS RELACIONAMENTOS.