Normas

Da Paraíba para o mundo, com amor:

Todo o material publicado nesta página representa o ponto de vista parcial e preconceituoso de um indivíduo do século passado. Se você achar aqui afirmativas que lhe pareçam sexistas, xenófobas, racistas ou, de qualquer outra maneira, ofensivas a seus pontos de vista, pare de ler imediatamente. Ou prossiga, a seu próprio risco. Ou não.

Use antes de agitar: leia as normas do blog e lembre-se: comentários são moderados. Anônimos não serão publicados.

E aproveite que eu sou professor: se você achar que eu posso ajudar, mande um e-mail para mrteeth@ghersel.com.br

sábado, 31 de janeiro de 2009

Blog pra quê?

Vai trabalhar, vagabundo
Vai trabalhar, criatura
Deus permite a todo mundo uma loucura
Chico (Vai trabalhar vagabundo)

Quando eu comecei meu primeiro blog eu o fiz porque eu não tinha voz. Não, eu não estava afônico, eu só queria escrever bobagens que passavam pela minha cabeça e não tinha onde. Blog era a voz dos "sem voz". Era o lugar onde quem não tinha acesso aos meios de comunicação poderia colocar suas idéias, reclamar, xingar alguém, um espaço democrático e libertário, que as pessoas podiam usar à vontade. E, melhor: 'de grátis'!

Só que agora eu vejo esse conceito deturpado. Eu vejo blogs de políticos (argh!), jornalistas, programas de TV, revistas... ou seja, quem está usando blog são exatamente as pessoas e entidades que SEMPRE TIVERAM ACESSO AOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO!!! Eles não precisam disso mas, como a idéia marginal e anárquica começou a fazer sucesso, tinha um público cativo e selecionado, eles resolveram invadir.

Pois eu digo: não leio blog de político, de quem escreve em jornal ou revista, de quem tem acesso a TV, radio e outras mídias. Fora do nosso espaço, seus 'com voz'! Eu me sinto membro de uma comunidade seleta, dos que ainda têm paciência e disposição pra escrever, dos que QUEREM escrever e não têm outro lugar, senão aqui. Esses invasores não podem tornar o blog uma coisa oficial, de terno e gravata, certinha... blog tem que ser esculhambado mesmo, anarquia e democracia, escreve quem pode, escreve o que quer. Eles que vão escrever nas suas revistas, nos seus jornais, eles que vão falar na TV e no rádio. Deixem nosso blog em paz!

Um comentário:

maristela disse...

Ái, dr. que cagaço quando li o título pensei: mais um que fecha o blog! Adorei a paulada nos que se apropriaram deste meio de expressão (ps: sou jornalista, tenho minha coluna num blog de e para esta raça também, mas não tem nada a ver aquela peça da anatomia que seu pai diz que todo mundo tem e tem mesmo com as calças) e que profissionalizaram a coisa. O que você faz é que tá certo: não leia. Não prestigie. Eles não precisam de nós. hehehehe
abs