Normas

Da Paraíba para o mundo, com amor:

Todo o material publicado nesta página representa o ponto de vista parcial e preconceituoso de um indivíduo do século passado. Se você achar aqui afirmativas que lhe pareçam sexistas, xenófobas, racistas ou, de qualquer outra maneira, ofensivas a seus pontos de vista, pare de ler imediatamente. Ou prossiga, a seu próprio risco. Ou não.

Use antes de agitar: leia as normas do blog e lembre-se: comentários são moderados. Anônimos não serão publicados.

E aproveite que eu sou professor: se você achar que eu posso ajudar, mande um e-mail para mrteeth@ghersel.com.br

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Porque eu ajudo

Dinheiro não lhe emprestei, favores nunca lhe fiz
Não alimentei o seu gênio ruim
Chico (Injuriado)

Aqui no meu blog tem uma frase dizendo "aproveite que eu sou professor...". Eu escrevi isso para poder ajudar alguém que, eventualmente, precise de alguma informação no campo da Odontologia e, principalmente, da Ortodontia. Quando posso, eu respondo aos e-mails que as pessoas me mandam.

Originalmente eu achava que algum aluno de graduação ou especialização fosse mandar alguma pergunta técnica, mas o que eu recebo são consultas de leigos, querendo resolver algum problema. Nunca deixei de ajudar. Outro dia uma pessoa escreveu reclamando que fez implantes e não gostou do resultado. Eu respondi que, provavelmente, o problema não eram os implantes, mas sim as próteses sobre eles, entre outras informações que achei importantes. Vejam o que ela escreveu, depois disso:

Não sei como agradecer sua atenção para essa minha dúvida. As suas indicações foram perfeitas e precisas. Tirou todas minhas dúvidas. Procurei outro profissional, mas meu implantodontista se prontificou a refazer o trabalho. Sem suas informações o esforço teria sido dobrado e mais difícil. Quero agradecer a ajuda pela segunda vez e cumprimentá-lo pela sua larga experiência profissional.
Sempre visito seu site, adoro seu jeito brincalhão, bem humorado, tem dias que passou mais de hora lendo. Deve ser maravilhoso ser sua amiga.
Por isso eu nunca deixo de ajudar quem precisa e me procura. Nunca cobrei nada por isso também, até porque não teria como. Nem tenho interesse algum na coisa, eu escrevo aqui (e nas respostas que envio) através do meu 'alter ego', não coloco meu nome, nem qualquer dica de quem eu sou, então essas pessoas não podem se tornar eventuais pacientes da minha clínica particular. Eu nem tenho clínica particular.

Ajudo, sim, pelo prazer de receber mensagens assim. Eu acabo até pensando que sou mesmo uma pessoa legal, hehehehe. Mas tenho mesmo a certeza de que fiz algo por um semelhante, que a minha atitude ajudou alguém, que essa pessoa terá, no futuro, um juízo melhor do profissional da Odontologia.

E pela massagem no ego, é claro!

Um comentário:

maristela disse...

Olha, amigo. Ajuda, hoje em dia, é artigo precioso. Todo mundo ajuda pensando em algo em troca. No seu caso, você só publica se quiser os agradecimentos. Então, tá na boa vontade mesmo. E qualquer coisa que a gente faça para diminuir a angústia ou a ignorância de alguém é muito. abraços